“Prove Vila Real”

O “Prove – Sabores e Histórias de Comer e Chorar por Mais” passa por Vila Real  de 5 a 14 de Setembro 2014. A iniciativa coloca em destaque o prato regional “Tripas aos Molhos” e conta com a participação de nove restaurantes locais.

Com o objectivo de promover a oferta da restauração local e divulgar as tradições gastronómicas locais, o “Prove Vila Real de Trás-os-Montes” incentiva à degustação de uma das iguarias típicas da região, as “Tripas aos Molhos”, confecionada a partir de vários tipos de carne.

Consta que a sua receita terá surgido nos anos 50, conquistando sucesso imediato por se tratar de um prato de baixo custo. Embora o modo de confecção tenha sofrido variações ao longo do tempo, as “Tripas aos Molhos” continuam a ser uma das especialidades mais afamadas de Vila Real. Os restaurantes aderentes – Bons Tempos, O Aldeão, Passos Perdidos, Casa de Pasto Chaxoila, Maranus, Tasca dos Sabores, Paulo, Quinta do Paço e Restaurante 22 – disponibilizam uma ementa composta por três pratos: entrada, prato principal e sobremesa, recorrendo, sempre que possível, a produtos da região.

As iniciativas “Prove”, integradas no projecto “Portugal Exclusivo – Comida com histórias”, co-financiado pelo COMPETE | SIAC, tiveram início no Porto e vão percorrer Portugal de Norte a Sul.

Histórias de Receitas Locais:

Tripas aos Molhos –  “Tripas aos Molhos” é prato emblema de Vila Real. Terá surgido pelas mãos de uma senhora de nome Maria Fernanda, que com sete anos de idade e a mais velha de uma prole de sete irmãs, terá ficado sem Mãe e desde então destinada à cozinha, onde viria a aprender a sua forma de vida. Nascida em Braga e com raízes em Ponte de Lima, foi certo dia aí passar férias, a casa de familiares. Eles “marchantes”, negociantes de carnes e vendedores em talho, levaram D. Maria Fernanda a assistir à preparação de muitas carnes. Das sobras excessivas de dobrada e tripa, sem grande utilidade, terá assistido à preparação de “Tripas Enfarinhadas”. Foi a memória que a levou, mais tarde, a criar uma receita utilizando tripas e associada à imagem que tinha das “Tripas Enfarinhadas”. Inventando, assim, as “Tripas aos Molhinhos”. Isto no ano de 1955, quando em casa fez a primeira preparação. Todos provaram e aprovaram! Aplaudida em casa, terá decidido apresentar a receita no seu estabelecimento, pois era prato de baixo custo. A sua receita era inédita, diferente de tudo o que pela zona se fazia, só décadas mais tarde terão surgido outras variantes, noutros restaurantes da região, umas recheadas com cenouras, joelho cozido e até mesmo com frango. Diz D. Fernanda que para fazer esta iguaria não há segredo: as cebolas e o azeite tem de ser de boa qualidade para o arranque. Num tacho coloca-se bastante cebola às rodelas e rega-se abundantemente com azeite, depois leva-se ao lume brando não deixando a cebola fritar. Deverá transpirar toda a água para o molho engrossar. Entretanto já se limpou bem a dobrada (bucho de vitela) e as tripas finas. A dobrada corta-se em rectângulos , colocando-se uma tira de presunto do mesmo comprimento e um raminho de salsa. Enrola-se tudo num molhinho com pedaços da tripa fina. Ata-se para não se abrirem, fazendo um lacinho. Por fim, é só colocar no tacho da cebola com o azeite e deixar cozer, em lume lento, por quatro horas. Acerta-se temperando com sal, colorau e piripíri. E é tudo! D. Fernanda não guarda a receita em segredo, e ainda bem! Assim se continuará a desenvolver o prato que é emblema de Vila Real de Trás-os-Montes.

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s